Porque hoje sou Chape

Hoje, uma terça nublada em SP, começou com uma triste notícia…um acidente aéreo que interrompeu sonhos e histórias. A vida é inexplicável, um dia pessoas embarcamos com sonhos, projetos, ideias, rumo a fazer história, no outro… (sem palavras).

De saber que o último jogo dos guerreiros da Chapecoense foi com o meu verdão, e por motivos pessoais não estive no estádio para vê-los, me deixa estarrecida. O time que eu e todo o Brasil iria torcer na final da Sul-Americana, uma equipe que vinha evoluindo ano a ano, que estava escrevendo uma história vitoriosa no futebol nacional, o elenco que foi aplaudido pela minha torcida no ônibus que estava saindo do Allianz, quis o destino, justo hoje, colocar um ponto e vírgula.

Um ponto e vírgula, porque como as cores da Associação Chapecoense de Futebol são o verde e o branco, ou seja, a esperança e a paz. Ver que o mundo, em especial o esportivo, deixando o clubismo de lado e vestindo as cores da Chape, mostra que há esperança e sentimentos em todos… podemos viver em paz.

Ler e ouvir o dia todo mensagens de conforto a todos os familiares e torcedores; dos dirigentes de clubes em ajudar a equipe a se reerguer, faz da história da Chape ficar apenas no ponto e vírgula.

A Chape queria deixar a sua marca na América do Sul, hoje ela foi mais além, deixou o mundo inteiro comovido, hoje ficou claro que o futebol não se limita nas quatro linhas, é mais que isso, há histórias, há planos, há sonhos…

Hoje sou Chape e apoio as campanhas de ajuda de todos os lugares, mesmo sabendo que isso não trará os meninos guerreiros de volta. E assim deixo aqui a minha singela homenagem a essa jovem e promissora equipe de Santa Catarina e aos jornalistas que também tiveram seus sonhos encerrados.

#ForçaChape que Deus conforte todos os corações desolados…

 

Por que Diamante Negro?

Esse porque é uma sugestão do meu amigo de trabalho Fábio Calabria.

Os amantes de chocolates já devem ter experimentado o chocolate Diamante Negro, eu confesso que não me agrada, mas vocês sabiam que ele tem relação com um jogador de futebol? Isso mesmo!!!

Leônidas da Silva, o ídolo das torcidas do Flamengo, do São Paulo e da Seleção Brasileira, conhecido como o Diamante Negro, foi simplesmente o criador da bicicleta, uma obra de arte que amamos ver em campo.

leonidas-bicicleta_crop_galeria-670x300

Bicicleta de Leônidas da Silva

 

 

Mas voltando ao chocolate, Leônidas simplesmente impressionou na copa d 1938, foi o artilheiro da copa com 7 gols. Fui justamente por isso, que a fábrica de chocolate Lacta decidiu rebatizar o primeiro chocolate ao leite crocante, por Diamante Negro.

Além de popularizar o futebol e, sobretudo, o Flamengo, a imagem de Leônidas alavancou a venda da barra, ainda hoje a mais vendida do país. Segundo a própria empresa, o produto possui 4% de toda a vendagem nacional da guloseima. “Em 1938, Leônidas da Silva se consagrou como melhor jogador da Copa do Mundo. Nesse mesmo ano, a Lacta criou o primeiro chocolate crocante do país e buscou atrelar a popularidade do jogador ao novo produto” explicou a Lacta em nota.

diamante negro 1939

Anúncio apresentado no Estado de São Paulo 1939

untitled

Bicicleta de Leônidas da Silva

 

Agora de onde surgiu esse apelido? De um jornalista francês Raymond Thourmagem da revista Paris Match, que ficou maravilhado com tanto talento do jogador brasileiro, ele ainda o chamava de “Homem-Borracha”, pois tinha uma flexibilidade (elasticidade) nunca vista antes.

O nosso Diamante Negro, foi o primeiro jogador a receber dinheiro com publicidade, na época o contrato foi fechado por 2 contos de reis, além de participações de “vendas futuras”.

O jornalista esportivo mais respeitado, Mario Filho, definia Leônidas da Silva “um magico do futebol”.

Fontes:
– Coisas da Bola: Diamante negro e o Homem de borracha – http://coisasdabola.com.br/diamante-negro-e-homem-de-borracha/

–  Globo Esporte – Histórias Incríveis: o mito Leônidas, diamante da bola, batiza chocolate – http://globoesporte.globo.com/rj/serra-lagos-norte/noticia/2013/09/historias-incriveis-o-mito-leonidas-diamante-da-bola-batiza-chocolate.html

– Propaganda históricas: História do chocolate Diamante Negro – 1939 – http://www.propagandashistoricas.com.br/2013/09/historia-do-chocolate-diamante-negro.html